7 Sinais de Intolerância Alimentar nas Crianças

Escrito por Dr Jane Gilbert
imagem de destaque do artigo intolerância alimentar nas crianças

O corpo da criança está a crescer e a se desenvolver a um ritmo acelerado e precisa de uma dieta equilibrada saudável para alimentar o processo. Consumir uma grande variedade de alimentos é o ideal, mas às vezes os seus pequenos corpos simplesmente não conseguem tolerar adequadamente certos alimentos.

Hoje, iremos analisar os 7 sinais de intolerância alimentar nas crianças, para que possa tomar os passos necessários de forma a garantir que o seu filho tem a nutrição adequada. Porque claramente, nunca é boa ideia cortar grupos alimentares ao calhas e restringir a alimentação que o seu filho desesperadamente necessita!  

O que é a intolerância alimentar nas crianças?

Vamos aceitá-lo – as crianças podem ser muito picuinhas. Mas torcer o nariz ou cuspirem comida não os torna intolerantes. De fato, podem absolutamente adorar um alimento e ainda assim não o conseguir tolerar.

A intolerância alimentar é uma condição médica onde um indivíduo é sensível a um ingrediente, tornando difícil a sua ingestão.

menino come gelado

A intolerância alimentar é o mesmo que alergia alimentar?

Não, estas são duas condições diferentes. Uma alergia alimentar é uma reação severa do sistema imunitário até à mínima quantidade da substância, e que põe em risco a vida. Um exemplo disso é a alergia ao amendoim.

A intolerância alimentar, por outro lado, pode ser difícil de identificar. Uma criança necessita de comer uma quantidade generosa de um alimento para ter uma reação. Mas poderá ter muitos sintomas diferentes e a resposta do corpo pode demorar horas, tornando difícil fazer a conexão! 

As boas notícias é que apesar da intolerância alimentar nas crianças ser unpleasant esta não é perigosa nem coloca a vida em perigo. Ainda assim, é importante manter o olho aberto após o consumo do alimento para detetar quaisquer sintomas, problemas ou mudança de comportamento (como listado abaixo), pois poderá encontrar um padrão.

Então, o que está incluído no ‘manter o olho aberto’?

O melhor nesta situação é manter um diário alimentar. Escreva tudo o que o seu filho come e bebe. Pense em si como um detetive alimentar numa missão de ajudar o seu filho a crescer forte e saudável!  

jovem menino sentado a comer numa cadeira

7 de que o seu filho tem intolerância alimentar

1. Refluxo e regurgitação

Cuspir ou bolsar o leite que o seu bebé acabou de beber é totalmente normal e a razão pela qual novos papás não vão a lugar nenhum sem uma fralda de musselina. Para alguns bebés, no entanto, a regurgitação pode ser grave e associada a choro, angústia e, às vezes, incapacidade de ganhar peso.

Isso pode ser devido ao ácido e ao leite voltando do tubo de alimentação em desenvolvimento, o que é conhecido como refluxo. Mas até 40% dos bebés com refluxo severo têm intolerância A proteína do leite de vaca. De facto, o leite de vaca pode piorar o refluxo (1). 

Se o seu bebé está a sofrer, certamente é algo a considerar. Poderão estar a receber pequenas quantidades de proteína de leite de vaca através do leite materno, por isso, vale a pena cortar os lacticínios da sua dieta e ver se faz diferença. Em bebés alimentados com leite em pó, este pode ser o culpado, por isso, consulte o seu médico para conhecer as alternativas hipoalérgicas.

2. Problemas Intestinais

O seu filho tem que correr para a casa de banho, tem cólicas, inchaço ou prisão de ventre? Os sintomas que muitos de nós associamos a um intestino irritável podem, na verdade, dever-se a intolerâncias alimentares.

Uma deficiência na enzima que decompõe a lactose, o açúcar do leite, pode levar a desconforto e diarreia após o consumo de lacticínios. O seu bebé poderá ter nascido assim, ou desenvolver estes sintomas temporariamente após uma infecção no estômago. Mas não é apenas a lactose que irrita os intestinos, a proteína do leite de vaca também tem sido associada com obstipação infantil, por isso, se os laxantes não estão a ajudar, fale com o seu médico (2).

criança a pegar morangos da bancada

3. Erupções Cutâneas

Sabia que um dos químicos que controla as reações alérgicas do nosso corpo pode ser encontrado nos alimentos que consumimos?

Podemos encontrar Histamina em picles, queijo, tofu, molho de soja, carnes processadas e, infelizmente, também no chocolate. Alguns de nós não têm a habilidade de processar adequadamente e podem sofrer sintomas após consumir alimentos com histamine. Os sintomas incluem comixão, erupções cutâneas e urticária.

Se o seu filho tem sensibilidade poderá também sentir dores de cabeça, rubor, dor de barriga crónica e diarreia (3). Mantenha um diário alimentar e analise se a intolerância à histamina é a causa dos problemas de saúde do seu filho.

4. Arrotos e Inchaço

O seu filho tem um pouco de … ah… gases? Se arrotos, gases ou e dor de barriga estiverem presentes, poderá ser uma intolerância alimentar. Sensibilidade a glúten, lacticínios ou aminos pode predispor o seu filho a inchaço abdominal devido aos gases acumulados.

Adicionalmente, problemas de absorção de frutose (o açúcar em sumos de fruta, açúcar de mesa e comida de embalagem) pode causar dor abdominal, diarreia, e muitos gases. Tudo tem de sair de alguma forma! 

cereais podem causar intolerância alimentar nas crianças

5. Doi-me a cabeça

As dores de cabeça e enxaquecas podem ser muito miseráveis para o seu filho e frustrantes para os pais, sentido que nada pode fazer para ajudar. Consulte o seu médico para obter conselhos. E como sempre, mantenha um registo de alimentos que ‘ativam’ os sintomas.

Alimentos contendo químicos chamados ‘aminos’ podem ser os culpados para algumas crianças. No caso da histamine, nem todos temos a capacidade de processar estas substâncias e estas podem desencadear os sintomas., Os alimentos implicados incluem os culpados comuns, chocolate e queijo, mas porco, frutas ácidas, cebolas, e cafeína também podem desencadear enxaquecas em crianças sensíveis. (4).  

6. Cansaço o tempo todo

Esta é provavelmente a maior pista de intolerância alimentar em crianças Eles estão normalmente cheios de pura energia! Por isso, se o seu filho sente-se cansado e com falta de energia o tempo todo, então é um pouco suspeito, não é?

Existem evidências que a sensibilidade ao gluten, centeio, e cevada pode desencadear os sintomas de fadiga, confusão mental, e no geral rabugento. Alguns indivíduos sensíveis podem ter dor de barriga e diarreia (5). 

Isto não é o mesmo que doença celíaca em que o glúten danifica o revestimento do intestino. E não é detetável em biópsia do intestino ou testes, por tanto pode ser difícil de identificar. O diário alimentar é aqui o seu amigo.. converse com o seu médio sobre eliminar o gluten da dieta por um período experimental, para que possa monotorizar quaisquer alterações.

criança a comer gelado

7. Problemas Comportamentais

O seu filho tem dificuldades na concentração? Cria perturbadores na escola ou em casa? O papel da dieta no transtorno de déficit de atenção / hiperatividade (TDAH) tem atraído muitos debates e controvérsias.

Muitos alimentos têm sido implicados, desde aqueles que contêm salicilatos como uvas, maçãs e cachorros-quentes, até corantes artificiais, açúcar e adoçantes artificiais. Pessoas menos informadas argumentaram que é apenas uma desculpa para o mau comportamento.

No entanto, existe evidência de que a eliminação de certos alimentos pode ser benéfico para algumas crianças (6), e poderá preferir tentar outras opções alimentares em vez de medicamentos estimulantes. Mas as medidas dietéticas podem ser difíceis para a vida familiar, converse com o seu pediatra ou médico.

Intolerância Alimentar e Probióticos para Crianças

Probióticos são microrganismos vivos que aumentam a saúde do sistema imunológico e do intestino. Ao dar ao seu filho um suplemento probiótico como o nosso de 6 Bilhões de UFC Probióticos e Prebióticos Para Crianças, seu filho pode colher os seguintes benefícios para a saúde:

  • Saúde digestiva
  • Menor ocorrência de infecções respiratórias
  • Controle de peso
  • Desenvolvimento cerebral
  • Reduz problemas de pele
  • Melhorar a sensibilidade à insulina
  • Reduz a intolerância alimentar e até mesmo as alergias

Mas não acredite apenas na nossa palavra! Pode ler o que os nossos clientes dizem sobre o nosso produto adequado para crianças aqui. 

E se gostaria de ler mais sobre probióticos para crianças, leia este artigo: Probióticos para Crianças: Um Guia Completo Baseado em Evidência Científica Para Pais.

Obtenha Desconto de 15% na Sua Primeira Compra

Coloque o seu e-mail e receba o seu cupão de 15% desconto