Deficiência de Folato: Causas, Sintomas e Tratamento

Escrito por Angie Arriesgado
Imagem de destaque de artigo sobre deficiência de folato, causas, sintomas e tratamento

A deficiência de folato pode vir de surpresa, considerando a presença do folato – e a sua versão sintética, ácido fólico. Encontramo-lo em diversos alimentos, desde frutas a vegetais, ovos, carne e marisco! Sendo também adicionado a produtos de cereais (arroz, cereais, massa, pão) em diversos países como parte de programas de fortificação com ácido fólico.

Mas então, por que que a deficiência de folato ainda acontece? Quem corre o risco de deficiência deste nutriente, e quais são os sintomas a ter em atenção? E mais importante ainda, qual a melhor forma de se prevenir e tratar (pista: o nosso suplemento 5-MTHF pode ajudar)? Responderemos a todas estas questões – entre outras – neste artigo.

Afinal de contas o que é folato e por que é tão importante?

Antes de navegarmos nas especificações da deficiência de folato, vamos primeiro entender o que é e o motivo pelo qual é essencial manter níveis saudáveis deste nutriente.

Folato, ácido fólico, e ácido fólico ativado 5-MTHF, são todos diferentes formas de vitamina B9.

O folato é encontrado na sua forma natural nos alimentos. O ácido fólico é a versão sintética ou criada pelo homem. Já o 5-MTHF ácido fólico ativado é a forma encontrada no sérum do sangue, ou seja, tanto o folato como o ácido fólico são convertidos em 5-MTHF no corpo.

Infelizmente, muitas pessoas não conseguem converter folato e ácido fólico em 5-MTHF de forma eficaz devido a uma variação no gene MTHFR.

A solução? A toma de 5-MTHF em suplemento. Dado que o 5-MTHF já é a forma bioativa deste nutriente, este é facilmente absorvido pelo corpo. Não são necessárias quaisquer conversões. Desta forma, quem toma este suplemento tem a vantagem de aproveitar facilmente todos os benefícios do folato para a saúde!

Eis um infográfico que resume as diferentes formas de vitamina B9:

Folato vs ácido fólico vs 5-MTHF

Como reconhecer os sinais e sintomas de uma deficiência de folato?t

Diagnosticar uma deficiência de folato deve ser feita por profissionais, como o seu médico de família. Este pode necessitar de um exame ao sangue para medir os seus níveis de folato com precisão. Além disso, diversos sintomas de deficiêndia de folato interligam-se com deficiências de outras vitaminas B (existem oito vitaminas no complexo B).

Dito isto, eis alguns dos sintomas mais comuns da deficiência de folato para ter em atenção (1):

  • Anemia – tendo por si só os seus sintomas, mas notalvemente, palidez, tonturas e falta de ar
  • Fadiga extrema
  • Mouth sores or ulcers
  • Língua vermelha e inchada
  • Névoa cerebral
  • Perda de memória
  • Depressão
  • Palpitações no coração
  • Fraqueza muscular
  • Cabelo grisalho prematuramente

As mães que dão à luz bebés com defeitos congénitos também podem ter uma deficiência de folato. Recomendamos vivamente o consumo de ácido fólico 5-MTHF ativado para a saúde pré-natal de forma a apoiar uma gravidez saudável!

Quais as causas da deficiência de folato e quem está em risco?

A principal causa da deficiência de folato é muito simples – não obter folato suficiente para as necessidades do corpo

Já para quem está em risco, em primeiro lugar na lista encontra-se quem não obtém folato ou ácido fólico suficiente na sua dieta.

De seguida encontram-se os indivíduos com a variação do gene MTHFR, visto que não conseguem converter quantidades suficientes de folato ingerido na sua forma ativa (5-MTHF).

Para além destes, grávidas e mulheres lactantes necessitam também de níveis mais altos de folato do que o normal. Portanto, mulheres que planejam conceber devem aumentar os seus níveis de folato meses antes da conceção; desta forma prevenindo defeitos do tubo neural num feto em desenvolvimento.

Pessoas na faixa do 50 podem também querer aumentar a sua dose de folato, dado que o envelhecimento e certas medicações podem contribuir para uma mal absorção. Uma deficiência de folato em indivíduos senior também aumenta o risco de Alzheimer e demência (2).

As pessoas com doença de Crohn, doença celíaca ou doença inflamatória intestinal podem também ser propensas a níveis baixos de folato, uma vez que não absorvem bem o folato (3)(4). Do mesmo modo, as pessoas que bebem álcool em excesso e as que seguem dietas muito restritivas também estão em risco (5). 

Como tratar uma deficiência de folato e aumentar os níveis de folato na corrente sanguínea?

Existem alguma formas de aumentar os seus níveis de folato:

Primeiramente mantém-se o consumo de uma dieta saudável e equilibrada que inclua alimentos ricos em folato. Seja calculoso no método de cozedura, pois o calor destrói o folato (6).

Em segundo lugar, o consumo de alimentos enriquecidos com ácido fólico é também uma boa opção.

A terceira forma é através de suplementos de ácido fólico. No entanto, deve ter em atenção no que toca ao ácido fólico. Em demasia pode contribuir para o acumulo de ácido fólico não metabolizado, consequentemente mascarando uma deficiência de vitamina B12 ou anemia perniciosa (7).

E claro, as três opções acima irão certamente apenas beneficiar quem não tem a variação genética MTHFR. Se a tiver, a melhor forma de aumentar os seus níveis de folato é através de um suplemento de 5-MTHF.

Ao contrário dos suplementos comuns de ácido fólico, no que toca aos suplementos de 5-MTHF, estes são absorvidos na totalidade, portanto não contribuem para o acumulo de ácido fólico não metabolizado no corpo. Os suplementos de 5-MTHF também não mascaram uma deficiência na vitamina B12 (8).

Quanto folato ou ácido fólico necessito tomar diariamente para prevenir uma deficiência?

Eis as doses diárias recomendadas de ácido fólico (9):

Fase da vidaDose recomendada
Nascimento a 6 meses65 mcg DFE
Bebés 7-12 meses80 mcg DFE
Crianças 1-3 anos150 mcg DFE
Crianças 4-8 anos200 mcg DFE
Crianças 9-13 anos300 mcg DFE
Adolescentes 14-18 years400 mcg DFE
Adultos 19+ years400 mcg DFE
Adolescentes e mulheres grávidas600 mcg DFE
Adolescentes e mulheres a amamentar500 mcg DFE

Nota: 1 mcg DFE é igual a:

  • 1 mcg folato de alimentos
  • 0.6 mcg ácido fólico de alimentos fortificados ou suplementos (quando consumidos com alimentos)
  • 0.5 mcg ácido fólico de suplementos (quando tomado de estômago vazio)

Quanto tempo demora para corrigir ou tratar uma deficiência de folato?

O consumo de alimentos ricos em folato e suplementação com ácido fólico ou 5-MTHF não irá reverter uma deficiência da noite para o dia. No entanto, as boas noticias é que esta irá melhorar gradualmente, e os níveis de folato devem retomar ao normal dentro de 3 a 6 meses (10).

Conclusão

Um diagnóstico de níveis baixos de folato ou uma deficiência de folato não é o fim do mundo. Como aprendeu neste artigo, o consumo de 5-MTHF ácido fólico ativado de forma regular pode ajudar a aumentar os seus níveis de folato.

Antes de começar a suplementar é importante que consulte o seu médico. Este deverá ser capaz de lhe recomendar a dose certa e duração do consumo do suplemento.

Referências

(1) Folate Deficiency by Cleaveland Clinic, taken from: https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/22198-folate-deficiency#symptoms-and-causes
(2) Folic acid, ageing, depression, and dementia, E H Reynolds, BMJ 2002;324:1512
(3) Does Folic Acid Protect Patients with Inflammatory Bowel Disease from Complications? Alicja Ewa Ratajczak, Aleksandra Szymczak-Tomczak et al. Nutrients. 2021 Nov; 13(11): 4036.
(4) Lodhi M, Stammann T, Kuzel A R, et al. (February 02, 2018) Celiac Disease and Concomitant Conditions: A Case-based Review. Cureus 10(2): e2143. doi:10.7759/cureus.2143
(5) Folate, Alcohol, and Liver Disease, Valentina Medici and Charles H. Halsted, Nutr Food Res. 2013 Apr; 57(4): 596–606.
(6) McKillop DJ, Pentieva K, Daly D, et al. The effect of different cooking methods on folate retention in various foods that are amongst the major contributors to folate intake in the UK diet. Br J Nutr. 2002;88(6):681-688. doi:10.1079/BJN2002733
(7) Taken from The American Journal of Clinical Nutrition, https://ajcn.nutrition.org/
(8) Obeid R, Holzgreve W, Pietrzik K. Is 5-methyltetrahydrofolate an alternative to folic acid for the prevention of neural tube defects?. J Perinat Med. 2013;41(5):469-483. doi:10.1515/jpm-2012-0256
(9) Folate Fact Sheet for Health Professionals, from National Institutes of Health: https://ods.od.nih.gov/factsheets/Folate-HealthProfessional/
(10) Folate-deficiency anemia, taken from Mount Sinai: https://www.mountsinai.org/health-library/diseases-conditions/folate-deficiency-anemia

Obtenha Desconto de 15% na Sua Primeira Compra

Coloque o seu e-mail e receba o seu cupão de 15% desconto