Lista de Alimentos Da Dieta Candida Para Acabar Com a Candidíase

Escrito por Angie Arriesgado
Imagem destaque do artigo “Lista de alimentos da Dieta Candida”

O que não falta por aí são dietas da moda, mas a dieta Candida não é uma delas. Qualquer pessoa que sofra com candídiase dir-lhe-à que esta dieta pode ajudar a acabar com o crescimento da Candida e oferece alívio aos vários sintomas. Se já teve uma infeção destas, saberá que os sintomas são horríveis. A dieta é realmente restritiva, mas é um pequeno preço a pagar considerando que a sua saúde está em risco. Então, hoje vamos falar da dieta Cândida e como a pode ajudar a ganhar a esta pesky yeast!  

O Que é a Candida?

A candida é um tipo de fungo que vive no corpo humano. Sobrevive na pele e zonas quentes e húmidas como a boca, garganta, intestino, e genitais. Faz parte da microbioma humano, uma coleção de fungos, bactérias, viroses e outros micróbios que vivem no corpo humano.

O género de fungo candida inclui mais de 150 espécies, mas apenas 5 espécies estão por trás de 90% das infeções de cândidiase! São estas a Candida albicansCandida glabrataCandida tropicalisCandida parapsilosis, e Candida krusei (1). 

Quais são os fatores de riscos de uma infeção de Candida?

A candida é geralmente inofensiva mas pode tornar-se num patogénico quando é permitido o seu crescimento exponencialmente. Aqui estão alguns fatores de risco que o tornaram num dos candidatos a infeção cândida:

  • Consumo de antibióticos. Estes matam as boas bactérias que mantêm os patogénos sob controlo, ou seja, os antibióticos causaram um desiquílibrio na microbioma.
  • Uma dieta não saudável rica em açúcar e carboidratos refinados – este é o tipo de alimento que alimenta a Candida!
  • Elevados níveis de stress e um baixo sistema imunitário pode também aumentar a população da Candida.
  • Pessoas com diabetes não controlados também estão sob risco de um crescimento elevado de Candida.
  • Mulheres que tomam contracetivos orais que podem disiquílibrar a microbioma.
  • Mulheres grávidas porque as hormonas podem disiliquibrar o Ph da vagina.
  • Roupa interior apertada que aumenta o calor e húmidade na zona íntima. 

Os sintomas de uma infeção podem começar como leves e irritantes, tais como cansaço, fadiga, gases, prisão de ventre e inchaço. Mas se não forem tratados, os sintomas podem progredir para candidíase oral, infecções recorrentes do trato urinário, colite ulcerosa, doença de Crohn, dor nas articulações e infecções fúngicas na pele e nas unhas (2).   

Pode tratar a candídiase com a dieta Candida?

Para além dos antifúngicos, uma boa abordagem seria uma dieta Candida. Ao cortar o consumo do seu alimento, o fugo acabará por morrer. Claro, isso não vai acontecer da noite para o dia, mas é um bom começo. Além disso, evita todos os efeitos secundários desagradáveis dos antifúngicos, como comixão, queimação, dor abdominal, diarreia, erupções cutâneas e muito mais (3)!

Adicionalmente, uma dieta anti-Candida pode ajudar a prevenir infeções recorrentes. Alguns mencionam que é uma boa ideia manter uma dieta Candida até que o ‘perigo’ passe.

Bem, como verá na lista de Alimentos Candida, esta dieta encoraja o consumo de alimentos de baixo índice glicémico, como frutas, vegetais, e cereais integrais. Será também necessário evitar alimentos que tipicamente contribuem para o aumento de peso – açúcar e carboidratos refinados! Alimentos com baixo índice glicémic ajudam na sensibilidade de insulina, melhoram a saúde do coração, e perda de peso (4).

 Infográfico de alimentos da dieta Candida

Lista de alimentos da dieta Candida: O que COMER para se livrar de uma infeção fúngica?

A dieta Candida prtomove hábitos alimentares saudáveis. Aqui estão alguns exemplos de alimentos que deve consumir nesta dieta:

1)   Frutas com baixo nível de açúcar

As frutas são saudáveis, mas quando toca a conteúdo de açúcar, algumas frutas têm mais do que outras. Visto que o açúcar alimenta o fungo, deverá manter-se afastado de frutas com altos níveis de açúcar até que a situação de infeção da Candida esteja sob controlo.

Aqui está uma tabela que mostra a diferença do conteúdo de açúcar entre frutas com alto e baixo nível. Todos os valores são por doses de 100gr (5):  

Frutas com pouco açúcar (BOM)Frutas com muito açúcar (LIMITAR ou EVITAR)
Abacate (0.7g)Uva (15.5g)
Limão (2.5g)Manga (14.8g)
Cranberries (4.0g)Cereja (12.8g)
Framboesa (4.4g)Maçã (10.4g)
Morango (4.9g) Laranja (9.4g)
Melancia (6.2g)Alperce (9.2g)

2)   Legumes sem amido

O amigo consiste em moléculas de açúcar agrupadas (6). O consumo de legumes com amigo como milho e batatas é um grande não na dieta Candida (mais sobre alimentos com amido na seção seguinte). Aqui estão exemplos de legumes sem amido que deverá consumir enquanto estiver nesta dieta:

Couve lombardaCollard greensAcelgaBok choy
EspinafresAlface americanaArúculaAgrião
Couve coraçãoFolhas de beterrabaFolhas de MoringaMicrogreens
Alface romanaCouve-florBróculosCouve de bruxelas
BeringelaAbobrinhaTomateAlcachofra
NabosPimentoPepinoAspargos

E os cogumelos? Não são legumes com amido, certo?

Algumas pessoas dizem que não faz mal consumi-los, outros dizem que faz, porque afinal de contas são um tipo de fungo. No entanto, de acordo com a Autoridade de Segurança Alimentar da Nova Zelândia, estes não vêem conexão entre infeções fúngicas em humanos e o consumo de cogumelos. Desde que estes sejam bem manuseados e armazenados, deveram ser seguros para consumo durante a dieta Candida (7). 

3)   Alimentos ricos em proteina

A proteina tanto de fonte animal como vegetal é excelente na dieta Candida. Isto porque este tipo de alimento tem zero ou quase nenhum carboidratos, especialmente a proteina de origem animal.

Fonte proteicaExamplos
Carne magraVitela, boi, cordeiro, ovelha
AvesGalinha, pato,peru, gansos, faisão
Marisco e PeixePeixes gordos, peixes magros, camarões, caranguejos, mexilhões, amêijoas
LatíciniosManteiga, ghee, Iogurte grego
OvosOvos pasturizados, ovos orgânicos, ovos enriquecidos com ómega-3
Frutos secosAmêndoas, avelãs, macadâmia (evite amendoins, cajus, pistáchios pois estes são propensos a bolor)
SementesGirassol, chia, linhaça, sésamo, abóbora

4)   Cereais Integrais

Os cereais integrais têm menor processamento e contêm as t3 partes do grão –o farelo, germe e endosperma. Exemplos de cereais integrais que pode comer na dieta Candida incluem (8):

  • Arroz integral
  • Trigo integral
  • Bulgur
  • Aveia integral
  • Fubá integral

5)  Gorduras saudáveis

As gorduras monosaturadas e polinsaturadas são saudáveis, enquanto que as gorduras saturadas e trans são consideradas de pobre qualidade. Aqui está uma tabela resumindo o tipo de gordura que pode adicionar à sua dieta Candida:

Gorduras Saudáveis (BOM)Gorduras Más (EVITAR)
AzeiteÓleos e gorduras saturadas
Óleo de cocoMargarina
Óleo de abacateÓleo de girassol
óleo de peixe puroÓleo de canola

6)   Probióticos para Dieta Candida – é uma boa adição

Os estudos demonstram que os probióticos são eficazes contra condidíases (9, 10). Os probióticos, ou culturas vivas de boas bactérias, são encontradas no iogure, especialmente iogurte natural e iogurte grego. As bactérias vivas ajudam a restaurar o equilíbrio da flora intestinal ao matar as bactérias e fungos nocivos. Se comprar no supermercado, verifique cuidadosamente o rótulo, pois a maioria dos iogurtes contêm açúcar como adoçante.

Eis uma dica: se está a tentar tratar a Candida, um suplemento probiótico de alta qualidade poderá ser uma melhor alternativa ao consumo de culturas vivas de iogurte. Procura uma marca que use estirpes pantenteadas e com um bom número de colónicas formadoras de unidades (CFU). . 

diga não ao açúcar na dieta Candida

Lista de alimentos da dieta Candida: O que EVITAR comer para tratar eficazmente a candidíase?

Agora já deverá ter uma ideia do que NÃO comer nesta dieta. Se não for o caso, vamos por partes!

1)   Açúcar

Adora açúcar? Também a Candida! Se não a quiser alimentar, mantenha as suas mãos – e boca – longe de alimentos feitos com qualquer tipo de açúcar. Como bem sabe, existem uma longa lista de alimentos com açúcar! Aqui estão os diferentes tipos de açúcares regularmente adicionados a alimentos (11). Se vir algum destes no rótulo, vire costas:

Açúcar de canaXarope de arrozMel
Maple syrupNéctar de agáveXarope de milho
MelaçoMaple sugarXarope de Tâmaras
Açúcar de milhoDextroseFructose
SucroseMaltoseXarope rico em fructose

Então, o que pode usar como adoçante alternativo?

Felizmente, existem adoçantes naturais baixos em calorias. Experimente stevia, erythritol, xylitol, e extrato de fruta de monge (12-15). Estes são os adoçantes naturais mais populares que não irão alimentar o fungo.

2)   Alimentos com amido

Como mencionado anteriormente, legumes com amido devem ser evitados numa dieta anti-Candida. Mas os legumes não são a única fonte de amigo, aqui estão mais alguns:

  • Cereais refinados – arroz , aveia, amido de milho, farinha branca
  • legumes com amido – cassava, batatas, milho, batata doce, beterraba, pastinaga, lentilhas, inhame
  • Massa e noddles instântaneos
  • Pão e sub produtos

3)   Fungos

Espere os seus sintomas de Candida darem uma volta para pior se continuar a consumir alimentos que contenham fungos! Aqui estão alguns exemplos(16):  

  • Produtos assados com fermento, como pão, biscoitos, muffins, etc.
  • Malte, uma forma de cevada fermentada, encontrada na cerveja, uísque, doces como Maltesers e bebidas populares de chocolate como Milo e Ovomaltine
  • Produtos fermentados como bebida alcóolicas, kombucha, molho de soja, miso

4)   Bolor

Tal como o fungo, o bolor é também um tipo de fungos. Poderá parecer desagradável pensar em comer bolor, mas, surpreendentemente, eles são encontrados em muitos alimentos! Aqui estão alguns exemplos de alimentos que podem conter bolor:

  • Alguns frutos secos, como amendoins, cajus, e pistáchios porque estes são normalmente armazenado em locais quentes e húmidos
  • Queijos bolorentos como brie, queijo azul, camembert, e limburger
  • Carnes secas, fumadas ou em pickle
  • Frutas e vegetais secos, enlatados ou em garrafa
Casal faz uma pausa

Os homens também podem fazer a dieta Candida?

Absolutamente! Tanto homens como mulheres podem ter um crescimento anormal de candida. Este tipo de dieta funciona muito bem para qualquer pessoa que procure matar o fungo naturlamente.

Pode consumir café numa dieta anti-Candida?

Visto que os grãos de café também são fermentados, provavelmente estará a questionar-se se é tempo de cortar na sua fonte energética favorita. Consumir entre 3 a 5 copos de café por dia demonstrou uma redução de várias doenças crónicas (17). Então, a questão é, os benefícios são superiores ao risco?

Bem, a resposta depende. Tente reduzir e não adicionar açúcar ou leite. Algumas pessoas conseguem passar bem com um ou dois copos sem agravamento de sintomas. Mas se achar que o café piora os seus sintomas, então abstenha-se do seu consumo.

Pode seguir a dieta Candida na gravidez?

É importante consultar um obstetra/ginecologista antes de iniciar qualquer dieta. Como sabe, a dieta Candida é muito restritiva e pode limitar drasticamente os nutrientes que a mãe e bebé necessitam. Para assegurar uma gravidez saudável e controlar os sintomas da Csndida ao mesmo tempo, por favor procure conselho médico.

Quanto tempo demora a matar a Candida com esta dieta?

Aqui não existem uma resposta certa ou errada. A eficácia irá depender em como seguirá esta dieta (é definitivamente mais difícil do que parece!) e o quão severa é a infeção. Uma boa regra geral é a de seguir esta dieta por 2 a 4 semanas, observar os seus sintomas, e então decidir.

Só uma advertência: talvez não consiga se livrar completamente da Candida. Lembre-se, é uma parte normal do microbioma humano. Mas, desde que seja mantido sob controlo, os sintomas devem desaparecer lentamente.

Conclusão

A dieta Candida pode ajudar a que o fungo passe fome. Mas um tratamento mais eficaz pode envolver mais do que apenas uma dieta. Para ajudar a eliminar os seus sintomas mais rapidamente e prevenir infeções regulares, considere fazer mudanças no estilo de vida, corte nos açúcar refinados e carboidratos processados completamente e inclua mais alimentos probióticos na sua dieta.


“Referências”

(1) Turner, Siobhán A, and Geraldine Butler. “The Candida pathogenic species complex.” Cold Spring Harbor perspectives in medicine vol. 4,9 a019778. 2 Sep. 2014, doi:10.1101/cshperspect.a019778

(2) McDonell, Kayla R. “7 Symptoms of Candida Overgrowth (Plus How to Get Rid of It).” Healthline, 24 Aug. 2017, www.healthline.com/nutrition/candida-symptoms-treatment.

(3) NHS website. “Antifungal Medicines.” Nhs.Uk, 6 Aug. 2020, www.nhs.uk/conditions/antifungal-medicines.

(4) Radulian, Gabriela et al. “Metabolic effects of low glycaemic index diets.” Nutrition journal vol. 8 5. 29 Jan. 2009, doi:10.1186/1475-2891-8-5

(5) “SELF Nutrition Data | Food Facts, Information & Calorie Calculator.” Nutrition Data, 2021, nutritiondata.self.com.

(6) Slavin, Joanne, and Justin Carlson. “Carbohydrates.” Advances in nutrition (Bethesda, Md.) vol. 5,6 760-1. 14 Nov. 2014, doi:10.3945/an.114.006163

(7) Healthy Food Guide. “Ask the Experts: Mushrooms and Fungal Infections.” Healthy Food Guide, 3 Apr. 2017, www.healthyfood.com/ask-the-experts/mushrooms-and-fungal-infections.

(8) “Grains | MyPlate.” MyPlate, 2021, www.myplate.gov/eat-healthy/grains.

(9) Mundula, Tiziana et al. “Effect of Probiotics on Oral Candidiasis: A Systematic Review and Meta-Analysis.” Nutrients vol. 11,10 2449. 14 Oct. 2019, doi:10.3390/nu11102449

(10) Matsubara, Victor H., et al. “Probiotics as Antifungals in Mucosal Candidiasis.” Clinical Infectious Diseases, edited by Ellie J. C. Goldstein, vol. 62, no. 9, 2016, pp. 1143–53. Crossref, doi:10.1093/cid/ciw038.

(11) NHS website. “Top Sources of Added Sugar in Our Diet.” Nhs.Uk, 4 Feb. 2019, www.nhs.uk/live-well/eat-well/top-sources-of-added-sugar.

(12) Ajami, Marjan et al. “Effects of stevia on glycemic and lipid profile of type 2 diabetic patients: A randomized controlled trial.” Avicenna journal of phytomedicine vol. 10,2 (2020): 118-127.

(13) Noda, K et al. “Serum glucose and insulin levels and erythritol balance after oral administration of erythritol in healthy subjects.” European journal of clinical nutrition vol. 48,4 (1994): 286-92.

(14) Islam, Md Shahidul, and Mitesh Indrajit. “Effects of xylitol on blood glucose, glucose tolerance, serum insulin and lipid profile in a type 2 diabetes model of rats.” Annals of nutrition & metabolism vol. 61,1 (2012): 57-64. doi:10.1159/000338440

(15) Basile, Lisa Marie. “Is Monk Fruit Sweetener the New Stevia?” EndocrineWeb, 2020, www.endocrineweb.com/conditions/diabetes/monkfruit-sweetener.

(16) “Foods High in Yeast.” WebMD, 20 Oct. 2020, www.webmd.com/diet/foods-high-in-yeast#1.

(17) “Coffee.” The Nutrition Source, 30 July 2020, www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/food-features/coffee.

Obtenha Desconto de 15% na Sua Primeira Compra

Coloque o seu e-mail e receba o seu cupão de 15% desconto